Sentinela

Eu deixo a lua cheia iluminar o céu,
Pra deixar o lobo envolver meu sono.
Com a silhueta que é perfeitamente feita pra minha,
Ele fecha seus olhos de sentinela.

Minha alma felina, me confunde os cheiros
Que eu deixei repousar no meu cabelo.
Do teu beijo na minha boca,
Da tua testa e teu nariz nos meus.

Confunde também meus sentidos
Que quando dorme e enquanto o tempo passa
Muda seu humor e você me deixa,
Você vai, caça meus sentimentos e volta.

Pra dizer que é meu protetor, sempre foi.
A cada lua eu sou mais sua,
A cada noite o inverno finge que não me vê,
Você chegou pra me acalmar.

Advertisements