James Dean

As tardes quentes de verão
Sentados na grama do Jardim São Benedito
A grama tinha a cor dos seus olhos
E nosso amor tinha a cor do céu.

Deitada nos seus braços e abraços por horas
Eu não precisava de conversas ou aventuras
Sua presença já me valia.
Cochilos e suspiros no seu colo…

Inventando nosso amor em versos
Meu garoto da Avenida
Ainda serve de inspiração para meus versos bêbados
Embriagados e encharcados de lágrimas.

Eu nunca vou te superar.
Arctic Monkeys continua a me embalar.
Querido, eu sou sua.
Experimente e veja, você nunca saberá.

Eu nunca vou achar meu James Dean
Porque ele era você
Culpa minha.
Eu quis mais do que poderia.

Quem me vê na fila do pão sabe que eu te perdi.
Poente e nascente. Meditação, yoga…
Einstein e Newton. Relatividade e gravidade.
Sinto sua falta.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s