Alice

Um tiro no escuro
Uma ferida interna
Encontrar alguém
Me perder em falhas.

Um ciclo sem fim
A síndrome do príncipe encantado
Educada pela mídia para rejeitar falhas
Alimentando a indústria do divórcio

Como um botão de ligar e desligar:
Rivotril para dormir
Ritalina para acordar
Ecstasy para aguentar o fim de semana.

Uma máquina movida a pílulas
O resto é desculpa para fingir que é normal
Alice viveu como eu.
Mas eu estou longe do país das maravilhas.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s