Alergia

A gente é bom pra falar de política e de mulher.
O resto é o resto e eu não me alimento disso.
Eu sou quase um homem para você.
Algo no qual você é alérgico.

Você tem medo de me tocar?
Eu devo ter um problema sério.
Uma coceira na mão que só para quando eu te toco.
Um toque e uma recepção hostil.

Eu não gosto, mas eu te incomodo.
E o incômodo á é alguma coisa.
Do que adianta ser agradável?
Se você já desgostou de mim?

A sensação de ser ignorada, empurrada e hostilizada.
É uma pulsação ardente. Você é um sal na minha ferida.
Depois é água fria na minha queimadura.
E eu não sei quem é você.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s